logo

Eletroneuromiografia: quando é recomendado realizar o exame?

Eletroneuromiografia: quando é recomendado realizar o exame?

O procedimento detecta lesões no sistema nervoso periférico. Saiba mais sobre a eletroneuromiografia acompanhando este post! 

 

O que é a eletroneuromiografia? 

A eletroneuromiografia (ENMG) é um método que investiga todo o sistema nervoso periférico com o intuito de detectar lesões que afetam a medula, os músculos e os nervos periféricos. Além de localizar o dano, o exame fornece informações como o tipo e o grau do comprometimento.  

Durante o procedimento, é registrado o percurso de um impulso elétrico sobre o nervo. Para tal, são realizadas duas etapas: a eletroneurografia ou neurocondução, que analisa músculos específicos e trajetos de nervos sob estímulos, e a eletromiografia com inserção de eletrodo para avaliar a atividade de forma direta. 

 

Quais doenças são detectadas pelo exame? 

O(a) neurologista indica a eletroneuromiografia quando o(a) paciente relata queixas sensitivas ou redução de força. Ou seja, o exame é feito para diagnosticar doenças relacionadas a impulsos nervosos ou atividade elétrica.  

Dessa maneira, os principais problemas detectados são: 

 

▪ Miopatias ou distrofias musculares; 

▪ Poliomielite; 

▪ Paralisia facial; 

▪ Redução de força ou sensibilidade; 

▪ Síndrome do túnel do carpo; 

▪ Esclerose lateral amiotrófica; 

▪ Atrofia muscular progressiva; 

▪ Hérnia de disco. 

 

Ademais, a eletroneuromiografia também é útil para acompanhar a evolução do tratamento dessas condições. 

 

Como é o procedimento? 

Como mencionado acima, o exame é dividido em duas etapas. Primeiramente, os nervos periféricos, motores e sensitivos são estimulados através de uma corrente elétrica. Em seguida, um eletrodo em formato de agulha realiza a avaliação da fibra muscular com o intuito de determinar a gravidade das lesões identificadas ainda na primeira etapa. Portanto, é possível determinar doenças da medula espinhal, da fibra muscular e das raízes motoras. Os estímulos e as agulhas podem proporcionar leves desconfortos. 

É válido mencionar que pacientes com marca-passo externo ou do tipo desfibrilador, bem como aqueles que apresentam erisipela ou pele com solução de continuidade não podem se submeter ao exame. Por outro lado, crianças podem realizar a eletroneuromiografia. 

 

Qual o preparo para o dia da eletroneuromiografia? 

Para os casos em que são examinados os membros superiores, é recomendado utilizar camiseta sem manga. Já para quem recebe avaliação dos membros inferiores, bermudas facilitam o momento do exame. 

Além disso, não se deve aplicar cremes hidratantes ou óleos nas 24 horas anteriores 

Por fim, os pacientes devem informar os medicamentos que estão sendo utilizados, especialmente anticoagulantes. Afinal, estes podem interferir nos resultados ou até mesmo tornar inviável a sua realização.  

Após o procedimento, a pessoa pode trabalhar ou executar qualquer outra atividade. 

 

O quadro de médicos da Clínica Vittá Anápolis conta com excelentes neurologistas. Além da consulta, você também pode realizar a eletroneuromiografia por um valor bastante acessível! 

Agendamento Online
Clique para Ligar

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias para oferecer melhor experiência e conteúdos personalizados, de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.


Li e aceito as políticas de privacidade.